quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Expedição Bahia - Parte 1 (Belo Horizonte, Teófilo Otoni e Porto Seguro)

Planejamos nossa viagem de final de ano com uns meses de antecedência, e após pesquisar muitas opções, escolhemos a Bahia como destino.
Tivemos a companhia de mais dois casais de amigos que abraçaram a ideia do meu marido. Aliás, vale ressaltar que o Betão foi determinado e meticuloso, onde incansável, escolheu os trajetos e selecionou as pousadas onde ficaríamos. O resultado? Uma viagem perfeita e inesquecível, que deu início no dia 19 de dezembro e que relato agora:


19 de dezembro: Campinas a Belo Horizonte

Ansiosos para a viagem

Nos encontramos às 5h da manhã no Posto Sukão da Rodovia Dom Pedro, tomamos café e partimos sentido Belo Horizonte.

Estrada com nossos companheiros

O dia estava lindo, céu azul e a estrada tranquila. Porém, logo ao chegar na alça para pegar a Fernão Dias, um caminhão havia tombado e o trânsito estava interditado. A polícia rodoviária desviou o trânsito, que ficou bem pesado. Passado o transtorno, seguimos viagem e ai o sufoco foram as filas dos pedágios, que costumavam ser de 2 km, debaixo de sol forte.

Minas Gerais: pedágios congestionados


Depois de uns 250 km rodados, já em Minas Gerais, fizemos uma parada em São Gonçalo do Sapucaí, pois já estávamos com fome, sede e precisando esticar as pernas.


Um breve descanso


Um belo pão de queijo, sô


Seguimos viagem pela deliciosa estrada, com belas paisagens e trânsito pesado somente perto dos pedágios.


Mais pedágio


A próxima parada foi em Santo Antônio do Amparo, e mandamos ver em uns 10 litros de água, de tanta sede que estávamos.


Muita água para beber em Santo Antônio do Amparo


Seguimos viagem e finalmente chegamos em Belo Horizonte, onde conforme planejado, ficamos hospedados por uma noite, no Hotel BH Palmares.
Nos acomodamos, tomamos aquele banho revigorante e como Belo Horizonte é a capital dos botecos, saímos de táxi, para nos divertimos com tranquilidade.



Na capital dos botecos, o conselho é curtir de TÁXI

Fomos direto a Rua Pium-I, que é repleta de bares de todos os estilos e ali já me arrependi de termos programado apenas uma noite em BH.
Iniciamos pelo Bar da Neca, um boteco de esquina com muitos atrativos.

Bar da Neca


Merecemos esse brinde


De lá, fomos para o Muu, um bar mega lotado, especializado em espetinhos e com DJ agitando o local. Ali era o verdadeiro fervo da rua.


Muu, animação sem igual

De lá fomos para a Cia do Boi, onde experimentamos o chopp Krug, produzido na cidade.


Cia do Boi


Fechando a noite, escolhemos o Café do Carmo, um bar muito agradável, com lindo ambiente e deliciosos petiscos.

Sensacional Café do Carmo

Hora de matar a fome


Assim, foi nossa estada em Belo Horizonte, que apesar de breve, foi intensa, pois aproveitamos o final da tarde e a noite inteira. Para quem gosta de agito, estivemos no lugar certo, pois foi uma noite muito divertida.
Em breve você poderá conhecer um pouco mais dos bares citados no Blog Dicas da Mi.
Voltamos para o hotel e dormimos feito anjos.


Dia 20 de dezembro: Belo Horizonte a Teófilo Otoni

Com carinhas de sono

Acordamos cedo e nos encontramos no café da manhã, que estava muito gostoso.
As malas já estavam prontas, então foi acertar com o hotel e seguir viagem, onde nosso destino seria Teófilo Otoni.
Para sair de Belo Horizonte, pegamos um trânsito intenso e mesmo sendo cedo, o sol já estava bem quente.

Linda região


Vagões de minério


Serra maravilhosa (click da Ana Maura)

Passamos por Sabará, João Monlevade e nos deparamos com uma serrinha maravilhosa e cheia de curvas, que nos levou até a cidade de Nova Era. Ali paramos em um posto, o qual estava acabando de servir o almoço no fogão à lenha. Infelizmente era cedo para almoçar e não estávamos com fome, mas o cheirinho e a cara da comida era de dar água na boca.

Como resistir?


Parada na Trilha do Sol, em Nova Era


Seguimos viagem, com trânsito maior e com paisagens lindas. Ao chegar na cidade de Ipaba, nos deparamos com o Rio Doce, que recentemente foi atingido pela tragédia do rompimento da barragem da mineradora Samarco. Foi triste ver a cor de lama do rio.

Rio Doce, lamentável


O calor estava insuportável e para ajudar, foi difícil achar algum lugar para almoçar em Governador Valadares, pois já era umas 15h. Acabamos almoçando em um posto de gasolina, onde a comida não era lá aquelas coisas.
De lá, tocamos direto para Teófilo Otoni, onde chegamos no fim da tarde e nos hospedamos na Pousada do SESC.

Pousada do SESC

Nos acomodamos, descansamos um pouco e nos encontramos na recepção para jantar.
Saímos a pé, pois a sugestão dos funcionários foi uma pizzaria ali pertinho.


Jantar no Restaurante Tunnel


Pensa em uma pizza maravilhosa


A pizza da Tunnel Pizzaria estava deliciosa e após o jantar, voltamos para o hotel, pois no dia seguinte, acordaríamos cedo para enfrentar a estrada novamente.


21 de dezembro: Teófilo Otoni a Porto Seguro

Café da manhã

Tomamos um reforçado café da manhã, com muito pão de queijo e queijo Minas, afinal tínhamos que aproveitar a culinária mineira.

Pronto para enfrentar mais estrada


Destino? Porto Seguro, a 490 km

Pegamos estrada, e nosso destino do dia era finalmente a Bahia, com estadia em Porto Seguro. A estrada era linda, tranquila e com poucos pontos de movimento, causado pelos treminhões carregados. Repleta de montanhas e pedras, nos proporcionou uma viagem muito gostosa.


Belas paisagens


Lindo relevo


Alegria é nosso nome

Estava ansiosa para ver a pedra maravilhosa que nosso amigo Jair tanto nos recomendou. Ele disse "você vai saber onde é, pois é impossível passar por lá e não vê-la".
Foi quando avistamos uma perfeita obra da natureza, imensa, majestosa, a famosa Pedra da Boca. Localizada na BR 418, conhecida como Estrada do Boi, a bela pedra fica na divisa dos municípios de Teófilo Otoni e Ataléia.


A famosa Pedra da Boca

Ao lado daquela pedra, me senti como um grão de areia no mundo, mas ao mesmo tempo me senti o maior dos seres humanos, pois a energia que ela transmite é surreal.


Encantados com tamanha beleza



Sensação indescritível

Seguimos viagem pela estrada maravilhosa e fizemos mais duas paradas em postos para abastecer e beber água.


Lindo trajeto


Montanhas


Natureza


Um daqueles antigos aviões da VASP

Finalmente, na cidade de Ibiranhém, cruzamos a divisa dos estados de Minas Gerais e Bahia e claro que merecia uma foto.


Finalmente chegamos na divida dos estados


Continuamos viagem, fizemos mais uma parada em Teixeira de Freitas, para abastecer e procurar comida, pois já estávamos com fome. Fomos avisados por um grupo de trabalhadores, que na Bahia ainda era muito cedo para almoçar, pois lá não tem horário de verão, rs.


Mais uma parada para abastecer


Hey, aqui na Bahia não tem horário de verão, rs


E vamos que vamos, falta pouco

Paramos para almoçar em Itamarajú e finalmente fizemos uma excelente refeição na estrada.
A fome era tanta que teve amigo que até se confundiu com os banheiros, é nós não perdemos tempo e registramos com bagunça a cena cômica.



De Itamarajú até Porto Seguro, restavam uns 150 km e isso nos deixava bem animados. Estávamos com calor, cansados, mas animados.

Nós e a estrada


Quase chegando

E quando menos esperávamos, lá estava nosso destino Porto Seguro. Ensolarada, movimentada e encantadora.


Bem-vindos a Porto Seguro


Aeroporto


Boas Festas


Quando avistamos o mar então, foi maravilhoso, pois sua tonalidade é maravilhosa. 





Ficamos hospedados na Praia de Taperapuã, nos acomodamos e fomos para a piscina relaxar e comer, pois já estávamos com fome. Comemos uma típica porção de carne de sol com macaxeira.

Momento mais que merecido


Carne de sol com macaxeira

A noite fomos até a Passarela do Álcool, que hoje é chamada de Passarela do Descobrimento. Depois de muito caminhar e verificar vários cardápios, entre tantos restaurantes escolhemos o Maravilha, localizado no Beco, onde degustamos um bom peixe.

Passarela do Álcool


Colorido sem igual


Cabe um berimbau na mala?


Delíciaaa


Será que estava bom?


Depois passeamos mais um pouco, passamos pela famosa Sorveteria Coelhinho e eu lógico, avistei um carrinho de churros na rua e mandei ver em um delicioso churros.


Os turistas adoram

Sorvetinho para adoçar a boca

Eu vou de churros


Retornamos para o hotel, para finalmente dormir sem ter que viajar na manhã seguinte. Os planos eram passear pela região.



Estivemos em Belo Horizonte, em 19 de dezembro de 2015

Estivemos em Teófilo Otoni, em 20 de dezembro de 2015

Estivemos em Porto Seguro, de 21 a 24 de dezembro de 2015


Curiosidades sobre Belo Horizonte - MG
  • Distância de Campinas: 471 km
  • Distância de São Paulo: 585 km
  • É conhecida como Cidade-Jardim, BH e Belô
  • Recebeu o título de Capital Nacional dos Botecos
  • Foi uma das primeiras cidades brasileira a ser planajeda
  • O conjunto da Pampulha reune os maiores nomes do modernismo brasileiro, com projetos de Oscar Niemeyer, pinturas de Portinari, esculturas de Alfredo Ceschiatti e jardins de Roberto Lurle Marx.
  • Possui dois grandes estádios, o Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão) e o Independência
  • Sedia a Volta Internacional da Pampulha, desde 1.999
  • Aniversário da cidade: 12 de dezembro


Curiosidades sobre Teófilo Otoni - MG
  • Distância de Campinas: 1.024 km
  • Distância de São Paulo: 1.030 km
  • É conhecida por Tchó-Tchó e Capital Mundial das Pedras Preciosas
  • O TeóFolia, é o maior carnaval fora de época no nordeste mineiro e é realizado desde 2.004, em setembro ou outubro
  • Fred, jogador da seleção brasileira, é nascido na cidade
  • Aniversário da cidade: 7 de setembro


Curiosidades sobre Porto Seguro - BA
  • Distância de Campinas: 1.506 km
  • Distância de São Paulo: 1.512 km
  • É conhecida como Terra Mãe do Brasil
  • Foi local de chegada dos portugueses ao Brasil, em 1.500
  • O município é tombado em quase sua totalidade pelo patrimônio histórico
  • Possui 85 km de praias
  • É um dos principais pontos turísticos do país e conta com um aeroporto internacional
  • Possui diversas aldeias dos índios Pataxós
  • A famosa Passarela do Álcool, hoje chamada de Passarela do Descobrimento, é formada por um lindo casario colonial do século XVII e é um dos principais cartões postais da cidade
  • De julho a outubro, as baleias jubarte escolhem as águas mornas da região para terem seu filhotes
  • Aniversário da cidade: 30 de junho

Nenhum comentário:

Postar um comentário