quinta-feira, 23 de abril de 2020

Argentina: Parte 14 - Bento Gonçalves, Curitiba

1 de janeiro - Quarta-feira


Chegou o primeiro dia do ano e após um ótimo café da manhã, fomos passear em Garibaldi.
Já tínhamos estado em Garibaldi em outras férias, quando voltamos do Uruguai, em 2018.
A cidade é uma gracinha, mas infelizmente tudo estava fechado. O jeito foi fazer um tour e apreciar a arquitetura de prédios e principalmente das igrejas.

Ruas de Garibaldi 

Prédios antigos e bem conservados

Flores e enfeites de Natal


Museu Arquivo Histórico Municipal


Igreja Matriz de São Pedro


União dos Moços Católicos
Mansão Mazzini, de 1921



Residência

Ermida Nossa Senhora de Fátima


Testando os freios

Azaléias coloridas

Após o tour pela deserta cidade de Garibaldi, retornamos para Bento Gonçalves e fomos almoçar.

Estrada para Bento

Maria Fumaça

Por volta das 14h, paramos na Pizzaria e Restaurante Dom Pepe, com buffet à vontade. Enquanto maridão mandou ver no churrasco eu me esbaldei no capeletti in brodo.


Capeletti in brodo

Retornamos para a pousada e fomos dormir cedo, pois amanhã tem estrada.


2 de janeiro - Quinta-feira


Finalizamos a arrumação das malas, tomamos café e nos despedimos de Bento Gonçalves.

Bom diaaaa

Pegamos estrada às 9h e o dia estava prometendo chuva.


Uvas 
Vacaria - RS



Casas típicas

Serra


Divisa de estados


Ponte sobre o Rio Pelotas RS/SC


Rio Pelotas



 Paramos para almoçar às 13h30, na cidade de Santa Cecília-SC.


Na terra da chuleta


Seguimos viagem e a próxima parada foi na cidade Campo do Tenente-PR, para abastecer e tomar um café.

Hora do café

Às 18h, chegamos em Curitiba-PR e optamos por nos acomodar no Hotel Confiance Soho, em Batel.
Fizemos o check in e tomamos um bom banho. O quarto era muito confortável.

Camona boa
O clima em Curitiba estava friozinho e descemos para jantar. Fomos convidados a tomar uma sopa cortesia, oferecida pelo hotel. Estava uma delícia.

Sopas deliciosas para o jantar

Aproveitamos para dar uma volta a pé pelas redondezas e paramos em uma confeitaria super charmosa, a Neuchatel.


Batel


 Confeitaria Neuchatel

Um docinho com cappuccino


Petit Gateau




3 de janeiro - Sexta-feira

Descemos para o café e às 9h pegamos estrada.

Super café da manhã

Café reforçado para encarar a viagem

Pegamos bastante chuva no caminho e nossa primeira parada foi às 12h30, em Juquiá-SP, para abastecer e comer alguma coisa.

Essa coxinha é campeã

Seguimos viagem e subimos a Serra do Bananal com muita chuva e bastante movimento, para variar.

Momentos com trégua de chuva

Até aqui estava tranquilo

Combinamos de encontrar nossos amigos que moram em Indaiatuba-SP e a parada oi no Pezão.


Amigos especiais

Almoço

Após o almoço e com o papo quase colocado em dia, nos despedimos e seguimos viagem, já pertinho de casa.
Por volta das 19h30, chegamos em casa e já estava escuro.
A sensação foi a melhor possível, pois é muito bom estar em casa depois de uma viagem fantástica. Só temos a agradecer!

Chegando em casa




7335 km percorridos


Estivemos em Bento Gonçalves, de 


Curiosidades sobre Bento Gonçalves - RS:
  • Distância de Campinas: 1.093 km
  • Distância de São Paulo: 1.026 km
  • É conhecida como A Capital Brasileira do Vinho
  • A maioria do vinho doméstico é produzido na cidade e a maioria do suco de uva do país também vem de Bento Gonçalves
  • A cidade tem muitos vinhedos fora do distrito central de negócios. Foi colonizada por imigrantes italianos perto do final do século XIX
  • Suas colinas, vinhedos, edifícios históricos e a herança italiana fazem com que seja uma das grandes cidades turísticas da Serra Gaúcha
  • Faz parte do Vale dos Vinhedos, localizado no triângulo formado pelas cidades de Bento Gonçalves (nordeste), Monte Belo do Sul (noroeste) e Garibaldi (sul)
  • Os vinhos produzidos no vale são os únicos do país a apresentar o selo de indicação de procedência (desde 2002) e o de denominação de origem (desde 2011), que são garantias de qualidade dos vinhos ali produzidos
  • A Associação dos Produtores de Vinhos do Vale dos Vinhedos certifica os vinhos que obedecem aos padrões de qualidade exigidos por esses selos
  • O passeio turístico na Maria Fumaça é uma memorável atração na Serra Gaúcha, na Região Uva e Vinho. Os turistas são recepcionados na estação de Bento Gonçalves com uma deliciosa degustação de vinho. Ao soar o sino, todos embarcam numa viagem repleta de alegria e que traduz o jeito de ser dos imigrantes italianos. São 23 quilômetros de agradável percurso com duração média de 2 horas. Durante o passeio, a festa é conduzida por atrações típicas italianas e gaúchas. A recepção em Garibaldi acontece ao som da música gaúcha e italiana, enquanto todos degustam espumante moscatel e suco de uva. Novo embarque, com destino ao final do passeio. A Giordani Turismo recepciona os turistas na cidade de Carlos Barbosa com um show de música italiana. Neste momento, todos se encontram e confraternizam embalados pela música. Alguns passageiros dizem adeus, enquanto outros embarcam no retorno a Bento Gonçalves. É necessário fazer reservas com antecedência
  • A Pipa Pórtico é o cartão de visita da cidade, um monumento em formato de barril de vinho (pipa) com 17 metros de altura, construído em 1985, que se encontra na entrada da cidade e anuncia aos visitantes "Você está entrando no mundo do vinho"
  • Ao lado da Pipa Pórtico, fica o Centro de Atendimento ao Turista
  • Mas não é só de vinho que vive Bento Gonçalves, o destino oferece 5 roteiros turísticos pelo interior do município: Caminhos de Pedra, Vale dos Vinhedos, Cantinas Históricas, Vale do Rio das Antas e Encantos de Eulália
  • Aniversário da cidade: 11 de outubro


sexta-feira, 17 de abril de 2020

Argentina: Parte 13 De volta ao Brasil (Bento Gonçalves)



30 de dezembro - Segunda-feira

Nos programamos para sair bem cedo, devido ao calor. Conforme propaganda do hotel, aqui seria o melhor café da manhã que tomaríamos na Argentina porém, mesmo avisando que sairíamos bem cedo, antes do horário programado, não deram a menor bola e às 4h10 nos despedimos da Argentina. Mesmo cedo, a temperatura estava alta e o calor terrível. O termômetro marcava 29 graus.
Logo chegamos na aduana e paramos para apresentar os documentos. Havia uma pequena fila, mas foi muito rápido.

Com o pé no Brasil

Às 4h50 já estávamos passando por Uruguaiana. Tínhamos 660 km pela frente.

Igreja Nossa Senhora do Carmo - Uruguaiana


Pegamos a estrada rumo a Bento Gonçalves e foi lindo ver o nascer do dia.

Nascer do dia

Às 7h, fizemos uma parada em Rosário do Sul para tomar uma café e abastecer.

Dupla perfeita

Seguimos viagem com muito calor e fomos fazendo as paradas necessárias.

Rio Santa Maria



Fizemos uma parada em Novos Cabrais, e comemos um pastelzão delicioso.

Motoca suja

Muito mosquito

Quase lá

Estrada tranquila

Garibaldi

Chegamos em Bento Gonçalves, juntos com a Maria Fumaça. Muito bacana.




Como não conhecíamos Bento Gonçalves, ficamos surpresos com tantas ladeiras.

Ladeiras de Bento

Chegamos a Pousada Lugama, às 12h30. Fizemos o check in e saímos para conhecer a cidade. Não havia muita coisa aberta então fomos para o L'America Shopping Center.
Almoçamos no Restaurante Boquinha e lá matamos a saudade da comida brasileira.

Chopp Decisão, delícia

La minuta

O shopping é bem pequeno, então rapidamente vimos tudo e paramos no mercado para levar algumas coisas para a pousada.
Retornamos para a pousada e descansamos o resto da tarde.
À noite, saímos para jantar e devido as ladeiras, não havia possibilidade de sairmos a pé. A cidade também não tem o aplicativo Uber.
A cidade estava toda enfeitada para o Natal.

Igreja de São Bento

Enfeites de Natal


Escolhemos a Pizzaria Piacenza, de ambiente bonito e ótimo atendimento.

Sede

Ói nóis no Sul

Pizza deliciosa


Após o jantar, retornamos para a pousada.



31 de dezembro - Terça-feira


O último dia de 2019 amanheceu lindo e fomos tomar o nosso café. A escada da pousada que leva ao café da manhã é de assustar, mas a gente encarou com  coragem para poder deliciar o sensacional café brasileiro.

Suba e pague os seus pecados

Que saudade do café da manhã brasileiro


Tiramos o dia para visitar as vinícolas e saímos sem destino. Nossa primeira parada foi no pórtico da cidade para registrar o momento turista.

Ladeiras

Pórtico



Seguimos sentido Vale dos Vinhedos.

Vale dos Vinhedos

O caminho por si só, já é lindo, pois podemos avistar as vinícolas por cima.


Plantações perfeitas



Paramos na primeira vinícola aberta, a Marco Luigi. Estava começando o último tour e nós, fomos dar uma volta para conhecer o local. Fomos muito bem recepcionados e adoramos tudo.


Marco Luigi Vinhos Finos

Variedades à venda

Ambientes

Vista do parreiral

Românticos


A próxima parada foi na belíssima Casa Valduga. O movimento estava intenso, mas conseguimos fazer degustação de alguns vinhos.

Casa Valduga

Bem movimentada a vinícola

Já conhecemos

Experimentamos um delicioso e refrescante vinho branco Naturelle.

Refrescante

Degustação

Passamos por diversas vinícolas e paramos na Miolo, que estava bem lotada. A propriedade é gigantesca e estava recebendo muitos ônibus de excursões.


Gigante Miolo


Muitas excursões

Tour


De lá, passamos pela Cave de Pedra e foi impossível não parar, pois a propriedade era belíssima. Fomos muito bem recebidos e direcionados para conhecer a sede.

Uau, um castelo

Maravilhosa vinícola



Depois, fizemos uma degustação  do delicioso C

Exposição com vinhos antigos

Espumante Brut Rosé, da linha Pietra

Continuando o passeio pelo Vale dos Vinhedos, dessa vez o que nos atraiu foi o nome da vinícola, Almaúnica.

Que nome lindo

Visual encantador
Vontade de levar todos



Degustamos um espumante Almaúnica Cuvée Prestige Brut Rosé.


Um brut rosé

Mais uma para a lista

Retornamos à cidade e passamos na frente da Aurora, que foi parada obrigatória devido a sua tradição.

Tradição

Imponente

Aurora

Parreira na fachada da loja


A fome apertava e procurando algum lugar para almoçar, encontramos por acaso a Croasonho, que a princípio pensávamos ser uma casa de doces, mas devido a uma placa chamando para o almoço, decidimos conhecer. Foi uma grata surpresa, pois fomos muito bem atendidos, almoçamos muito bem e claro, fechamos com uma sobremesa dos sonhos.


Massa deliciosa com frango
O melhor do mundo



Após o almoço, voltamos para a pousada e caiu um temporal. Escapamos por pouco.

Neblina pós chuva


Sol pós neblina

Descansamos, assistimos filme e a noite, saímos para jantar.
Os jantares de Reveillon em Bento, estavam com preços totalmente fora da realidade, na faixa de R$ 1.000 a R$ 1.800,00 o casal.
Fomos para a rua dos restaurantes e paramos no Botequim São Bento. Tomamos uma IPA e comemos bolinho de bacalhau.


IPA geladinha


Botequim São Bento

Bolinho de Bacalhau


Depois passamos para o bar da frente, o Queen´s Bar e tomamos cerveja até perto da virada do ano.

Gelada

Fechando o ano no boteco

Hamburgão bom demais

Decidimos passar a virada do ano na pousada e então seguimos para lá.

Pegando nossos apetrechos


Feliz 2020!!!








Estouramos nosso espumante, fizemos o brinde da virada, agradecemos pelo ano que passou e mentalizamos um maravilhoso 2020.
Um casal de São Paulo também desceu para ver a queima de fogos e ficamos e papo com eles até umas 2h.


...continua