quarta-feira, 24 de abril de 2019

Itupeva - SP

Domingão de sol e a galera resolveu sair da toca. Decidimos almoçar em Itupeva e nos encontramos no posto às 10h.
Às 10h30, em 4 motos, pegamos a estrada.

Domingo de sol

Fizemos uma parada na Frutas Rondon, comemos umas frutinhas e seguimos nosso passeio.

Frutas Rondon

Itupeva

Entramos na cidade e logo chegamos ao Rancho 75.

Chegando no Rancho 75


Nos acomodamos em uma boa mesa na varanda e cada casal escolheu seu prato.
Comemos de tudo um pouco, das porções aos pratos, tudo servido no capricho em com muita fartura. Em breve, mais detalhes no Blog Dicas da Mi.

Galera nota 10

Porções fantásticas

Pratos fartos e deliciosos

Continha básica de 4 dígitos

Orquídeas queridas

Após o almoço, retornamos por outro caminho, seguindo a estrada municipal IVA 345, e já em Indaiatuba, pela estrada municipal José Boldrini até chegarmos em Itaicí.

Pelas ruas de Itupeva


Divisa de municípios

Fazendas

Em Itaicí, nos despedimos dos amigos de Sorocaba e seguimos para Campinas pela rodovia Santos Dumont.

Bom retorno amigos


Quase em casa


Estivemos em Itupeva, em 11 de novembro de 2018

Curiosidades sobre Itupeva - SP
  • Distância de Campinas: 50 km
  • Distância de São Paulo: 73 km
  • A maioria da população é descendente de imigrantes italianos
  • Possui parques temáticos, centros de compras e forte turismo rural
  • Faz parte do Circuito das Frutas, que compõe diversos roteiros regionais
  • Aniversário da cidade: 21 de março

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Trindade - RJ

2 de novembro - Sexta-feira

Aproveitamos o feriado de Finados para passar uns dias a dois, em um lugar que adoramos: Trindade, RJ.
Saímos na sexta-feira por volta das 7h20, com o tempo um pouco nublado. A estrada estava relativamente tranquila, até chegarmos ao pedágio da Dutra.

Dutra

Passamos pela Santuário de Nossa Senhora Aparecida e pegamos sentido Cunha, que possui um serra com paisagem linda e proporciona boas curvas.
Às 11h, fizemos uma parada em um café muito charmoso, o Moara Café. Tomamos café, comemos um bolo delicioso e demos uma passeada pela bela propriedade.

Moara Café, em Cunha

Que bolo é esse? Papai do Céu!

Nós

Seguimos viagem e logo cruzamos a divisa de estados SP/RJ. Foi incrível como o clima mudou radicalmente.

Linda serra de Cunha


Divisa de estados e mudança do clima

Descemos a serra de Paraty com muita neblina e temperatura mais baixa.

Serra de Paraty

 Logo chegamos a Paraty e o clima estava mais agradável.

Paraty

Pegamos a estrada sentido Trindade.

Quase lá

Entrada para a serrinha de Trindade

Descemos a gostosa serrinha que leva até a Vila de Trindade. A serra é chamada de Serra do Deus me Livre.
O visual dela é fantástico!

Que visual

Show

Essa entrada é um charme


Logo chegamos a vila e nos dirigimos até nossa pousada.

Rua principal


Pousada Cachadaço

Fomos muito bem recepcionados na Pousada Cachadaço. Fizemos o check in e nos acomodamos.

Nosso quarto

Seguimos para a Praia dos Ranchos e paramos na Barraca Guaruçá. Não estava sol, mas estava bem quente e com chuviscos esparsos. Ficamos ali de bobeira um bom tempo, tomando uma cervejinha gelada e comendo peixe frito.

Barraca Guaruçá, na Praia dos Ranchos

A gente merece essa cerveja

Peixinho frito

Depois fomos caminhando para a Praia de Fora que fica no outro canto da praia. Cheia de pedras enormes, é uma praia muito linda.



Voltamos para a pousada no finalzinho da tarde e demos aquela descansada.
À noite, saímos para passear no centrinho e decidimos jantar no Restaurante A Casa. Escolhemos peixe ao molho de camarão e peixe ao creme de palmito.

Caipirinha de maracujá

Peixe com camarão

Voltando para a pousada, paramos na Sorveteria Pistache.

Sorvetinho


3 de novembro - Sábado

O dia amanheceu lindo, com o sol brilhando.
Tomamos um belo café da manhã e o cheirinho de bolo assando estava no ar.

Bom dia

Seguimos para a Praia do Meio e devido ao feriado, estava lotada.

Praia do Meio

Fizemos a trilha que vai para a Praia do Cachadaço. Como tinha chovido, estava bem escorregadia.

Trilha para Cachadaço



Chegamos na Praia do Cachadaço e paramos em um quiosque (que não achei o nome) e tomamos uma cerveja. Esse quiosque fica ao lado do Camping das Bromélias.
Aproveitamos a ducha natural que estava uma delícia e extremamente gelada.

Praia do Cachadaço e ducha natural

Tranquilidade

Vida boa

Muito bacana essa barraca

Íamos fazer a trilha para as piscinas naturais, mas as pessoas que chegavam de lá, diziam que estava com lotação máxima. Desistimos.
Retornamos então para a Praia do Meio, onde tomamos a melhor caipirinha de Trindade.

Trilha






Barraquinha de bebidas na Praia do Meio

A melhor caipirinha de Trindade

De lá seguimos para a Praia dos Ranchos e paramos no nosso querido Ancoras Bar, o Rei do Camarão.

Viva!!!

Dia perfeito

Matando a saudade do famoso camarão 

Primeiro ficamos na areia, depois subimos para o deck. Como estávamos no Rei do Camarão, matamos a saudade do prato.
Ficamos ali até o fim da tarde, contemplando aquele visual incrível.
Retornamos para a pousada para descansar e caiu um temporal muito forte.
A vila ficou sem energia por algumas horas.
Quando a chuva diminuiu, saímos a procura de um lugar para jantar.
Paramos no Loucos e Malucos, que tinha gerador. Comemos uma pizza, que estava deliciosa.

4 de novembro - Domingo

O dia amanheceu nublado e a chuva deu uma tregua. Infelizmente era hora de nos despedir do paraíso.

Até a próxima Trindade 

Ondas da Praia do Cepilho

Nos despedindo da nossa querida Trindade

Pegamos estrada e voltamos por outro caminho. Logo cruzamos os estados RJ/SP. Seguimos por Ubatuba, passamos por São Luiz do Paraitinga e Taubaté.

Divisa de estados RJ/SP

Ubatuba





Fizemos uma parada no Olé, na Rodovia carvalho Pinto, em Caçapava e seguimos viagem.

Capuccino



Dali para casa foi rapidão, chegamos por volta das 14h. Graças a Deus fizemos uma ótima viagem.


Estivemos em Trindade-RJ,
de 2 a 4 de novembro de 2018


Curiosidades sobre Trindade - RJ
  • Distância de Campinas: 342 km
  • Distância de São Paulo: 286 km
  • Trindade não é uma cidade e sim uma vila de Paraty
  • Está situada na Área de Proteção Ambiental do Cairuçu e do Parque Nacional da Serra da Bocaina
  • O comércio local é exercido pelos caiçaras nativos da região. É constituído basicamente de artesanato e restaurantes com comidas típicas.
  • Na década de 70, virou abrigo e símbolo de hippies. Nos anos 80, aventureiros de toda parte chegavam a vila para acampar nas praias paradisíacas
  • Suas belíssimas praias, trilhas e cachoeiras atraem turistas do Brasil e do mundo o ano inteiro
  • Oferece muitas opções de hospedagem, comprinhas e gastronomia, sempre mantendo um estilo rústico, característico do lugar
  • As praias são: Praia Brava, Praia do Cepilho, Praia de Fora, Praia dos Ranchos, Praia do meio, Praia do Cachadaço, Piscinas Naturais e Cabeça do Índio