segunda-feira, 28 de novembro de 2016

43° MBI Bike Ride - Mogi Mirim - SP




Fomos convidados pela MBI a organizar o 43° MBI Bike Ride e escolhemos o agradável Restaurante Macaúbas, localizado na cidade de Mogi Mirim.
O café da manhã foi marcado para às 9h e a galera começou a chegar aos poucos.

Café da manhã

Entre uma conversa e outra, percebemos que havia muita gente nova na loja, geralmente casais que acabaram de comprar suas motos e também clientes que não participavam de passeios há algum tempo. Estavam presentes clientes de Campinas, Indaiatuba, Paulínia, Valinhos, Santa Bárbara D'Oeste, entre outras cidades da região.

Betão passando as instruções

Após o café, Betão pediu a atenção de todos, se apresentou para a galera e passou as coordenadas do passeio, incluindo dicas importantes de segurança, roteiro e locais de reagrupamento. Informou também que, como nosso destino era próximo, o passeio seria esticado até Mogi Guaçu, para poder rodar mais e curtir o percurso.
Fomos nos preparando para pegar estrada e demos início ao passeio.
O dia estava bonito, céu aberto e com temperatura agradável.

Reagrupamento

Fizemos um primeiro e rápido reagrupamento na Rodovia Professor Zeferino Vaz e seguimos pela Rodovia Dom Pedro I, onde pegamos o acesso para a Rodovia Governador Adhemar Pereira de Barros, seguindo até Mogi Guaçu.

Grupo em formação

Galera na estrada



Entramos na cidade e passamos por seu cartão postal, a Ponte de Ferro sobre o Rio Mogi Guaçu, que teve sua construção iniciada em 1870.

Ponte de Ferro, centenária


Rio Mogi Guaçu

Pelas ruas de Mogi Guaçu

Paramos o trânsito

Mais a frente pegamos a Rodovia Luiz Gonzaga de Amoedo Campos, sentido Mogi Mirim. Passamos por belas paisagens e lindas fazendas, até chegarmos ao restaurante.

Nossos perfeitos colaboradores: Jorginho e Waniza

Linda paisagem

Entrada do Restaurante Macaúbas

Não foi necessário mais nenhum reagrupamento, pois o comboio seguiu junto durante todo percurso, com nossa moto na frente, o Jorginho e a Waniza fazendo o trabalho de meio e fechando o grupo, o Xandão da MBI, escoltado pelo carro de apoio, guiado pelo Xitão.



Os motociclistas foram estacionando as motos na sombra das grandes árvores e se reunindo para distribuição da camiseta oficial do passeio.



Fomos recepcionados pelo Neto, chef e dono do Macaúbas, que nos direcionou para as mesas, que ficaram livres a escolha dos participantes.

Turma animada com o passeio

Galera reunida para o almoço

Motociclistas de Santa Bárbara D'Oeste marcando presença

Os pedidos começaram a ser feitos e o clima de descontração e alegria tomou conta do local.
Os pratos estavam deliciosos, bem apresentados e fizeram sucesso. Para conhecer mais sobre o Restaurante Macaúbas, acesso o Blog Dicas da Mi.

Saladinha caprichada

Deliciosa tilápia grelhada com legumes


Creme de papaya com licor de cassis

Após o almoço, o papo corria solto e muita gente passeou pela linda área do restaurante, outros descansaram nas redes e alguns começaram a se arrumar para ir embora.

Uma foto com parte dos participantes

Ficamos muito felizes com o feedback dos participantes, que elogiaram nossa organização do passeio, o local escolhido e principalmente pelo fato do grupo todo ter viajado junto, do início ao fim, formando um lindo comboio na estrada. Empolgados, queriam saber qual era a agenda dos próximos passeios.

Beleza natural

Curtindo a tranquilidade do local


Estivemos em Mogi Mirim, em 19 de novembro de 2016


Curiosidades sobre Mogi Mirim - SP
  • Distância de Campinas: 65 km
  • Distância de São Paulo: 160 km
  • É conhecida como Mogi
  • Desde a época dos barões do café e pelas mais variadas expressões da imigração, principalmente a italiana, Mogi Mirim traz consigo características marcantes: a variedade de sua culinária, a fartura e o excelente atendimento. E assim, em 2007, nasceu o Polo Gastronômico de Mogi Mirim
  • A Cachoeira de Cima (represa), fica no leito do rio Mogi Guaçu, onde a construção de uma pequena central hidrelétrica formou um amplo lago. Nas proximidades, encontram-se restaurantes à base de peixes
  • O Centro Cultural Lauro Monteiro de Carvalho e Silva,  possui um teatro para 600 expectadores, o Museu Histórico e Pedagógico Dr. João Teodoro Xavier, e salas onde se realizam aulas de danças e teatro
  • A Pedreira Degrava, é uma antiga pedreira que foi desativada após o afloramento do lençol freático. Hoje em dia é procurada como ponto turístico pela sua paisagem natural do lago que se formou e no local é praticado a tirolesa
  • Aniversário da cidade: 22 de outubro

terça-feira, 22 de novembro de 2016

10° Passeio Noturno - Casa Du & Du


No dia 28 de outubro, rolou o 10° Passeio Noturno organizado pelo Blog Turismo em Duas Rodas e dessa vez, nosso destino foi a Casa Du & Du, localizada no Jardim Guanabara.
A saída foi marcada em um novo ponto de encontro e dessa vez, a galera estava presente pontualmente às 19h30 e em 11 motos seguimos para o bar.

Prontos para mais um Passeio Noturno

Passamos pelo Cambuí, pegamos a Avenida Orozimbo Maia e subimos a avenida Brasil. Chegando na Casa Du & Du, a Ciça, uma das proprietárias, nos aguardava filmando nossa chegada. Havia um espaço reservado para as motos bem em frente ao bar.

Chegada animada

Nossas mesas também estavam reservadas, o pessoal foi se acomodando e as comandas individuais foram sendo distribuídas pelo Fabinho, proprietário do bar.

Galera no bar


Só alegria

Mulherada também adora um boteco

Antigos e novos participantes


Casais marcando presença

Casais marcando presença

A fome já apertava e todo mundo estava de olho no cardápio. Logo os pedidos começaram a chegar nas mesas. O tempo virou e o frio apertou. Mas nem o vento que estava forte desanimou essa turma, que estava muito a fim de curtir a noite entre amigos.
Devido ao horário de trabalho, mais alguns amigos chegaram de moto depois.

Vai um lanchinho ai?

A galera adorou a escolha do boteco, com seus petiscos deliciosos e ótimo atendimento. Por volta da 0h, encerramos o passeio e retornamos para nossas casas.

Samambaias

Quer conhecer um pouco mais sobre a Casa Du & Du? Acesse o Blog Dicas da Mi



10° Passeio Noturno - Turismo em Duas Rodas
14 Motos e 29 Participantes:
Betão e Mi
Xande e Marise
Zé Regino e Márcia
Maurício e Marcela
Rodrigo e Camila
Roberto e Cris
Audrey e Dani
Lagartão e Lili 
Maurício e Célia
Rafa
Paulinho
Junior GG
Augusto
Febbo e Celinha
Ademir e Claudia
André e Lili


sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Pirassununga - SP


Aproveitamos o feriado de Nossa Senhora Aparecida para passear de moto e o destino escolhido foi Pirassununga.
Nos encontramos pela manhã num posto de gasolina e em quatro motos, pegamos a Rodovia Anhanguera.
O dia estava lindo, com céu azul e temperaturas altas.


51, uma boa ideia

Logo avistamos a fábrica da 51 e era sinal que chegávamos na cidade.
Pegamos sentido o distrito de Cachoeira de Emas, onde se concentram os restaurantes na beiro do Rio Mogi Guaçu.

Força Aérea Brasileira

A caminho de Cachoeira de Emas

Antes de parar, demos umas voltas pelo local, passando pela ponte onde fica a Pequena Central Hidrelétrica de Emas (PCHE) e em seguida, estacionamos as motos.

Diversas opções de restaurantes

Sobre o Rio Mogi Guaçu

Beleza natural
Pequena Central Hidrelétrica de Emas (PCHE)

Passeando pela muvuca

Andamos por todo o local, recebendo muitos convites para conhecer os cardápios dos quiosques e restaurantes e depois de ir e vir e de estarmos com muito calor, decidimos almoçar no Restaurante da Praia, pois o local oferecia mesas às sombras das árvores.

Almoço tranquilo

Peixinho empanado

Rolinho de tilápia com provolone

Ali comemos boas porções de peixe empanado e ficamos jogando conversa fora.
Depois atacamos os carrinhos de sorvete, já que o calor castigava.

Curtindo a natureza

Vai um sorvete?

Hora de ir embora

Passeamos mais um pouco, tiramos fotos e por volta das 15h, decidimos que era hora de pegar estrada.

Estrada e sinais de chuva

Perto de Americana, o céu desabou e pegamos uma chuva de lavar a alma. Ninguém estava preparado para se molhar, mas também ninguém se importou.

Estivemos em Pirassununga, em 12 de outubro de 2016


Curiosidades sobre Pirassununga - SP
  • Distância de Campinas: 120,2 km
  • Distância de São Paulo: 213,1 km
  • Conhecida como Cidade Simpatia
  • Pirasununga, significa "peixes barulhentos" ou "barulho dos peixes" e seu nome é uma referência ao fenômeno da piracema, que ocorre todos os anos em dezembro, no qual os peixes sobem o Rio Mogi Guaçu para desova
  • O Distrito de Cachoeira de Emas é a grande atração turística da cidade, com diversos restaurantes e quiosques especializados em peixes
  • O Roteiro da Cachaça faz muito sucesso, composto pela Caninha 51, Caninha 21, Cachaça Sapucaia, Museu da Cachaça e alambiques familiares
  • Em 1971 a Academia da Força Aérea Brasileira (AFA) foi transferida para Pirassununga, município que reunia as melhores condições de clima e temperatura de todo o país para a prática de atividades de instrução aérea
  • Esquadrilha da Fumaça é o nome popular do "Esquadrão de Demonstração Aérea", um grupo de pilotos e mecânicos da Força Aérea Brasileira (FAB) que faz demonstrações de acrobacias aéreas pelo Brasil e pelo mundo
  • Anualmente em agosto, é realizado o Domingo Aéreo da AFA, o maior evento aeronáutico do interior de SP
  • Aniversário da cidade: 6 de agosto